Dançarinas

Ballet da banda Aviões do Forró chega ao fim; bailarinas comentam desligamento

Lucas Ribeiro

, Forró
(Foto: reprodução/Instagram)

(Foto: reprodução/Instagram)

Atualizada às 13h04 do dia 19/08

O ballet da banda Aviões do Forró chegou ao fim. Na véspera do 14º aniversário da banda cearense, o time de dançarinas deixa de compor as apresentações do grupo comandando por Xand Avião e Solange Almeida. As bailarinas se despediram com “textão” e agradecimentos no Instagram.

>Taty Girl comenta uso de dançarinas e declara continuar com ballet

A formação final do ballet é composta por Thathy Tavare, Thais Leia, Daiane Lopes, Camila Spagnol e Tassia Lins. O Aviões do Forró definiu, em nota, a atitude como “decisão estratégica”. Procuradas pelo Portal Som do Fole, as assessorias da banda e da produtora responsável pelo grupo não responderam as solicitações até a publicação desta matéria.




“Dançar no aviões foi um sonho que eu tinha e que com muita garra eu consegui. Cada momento em cima do palco foi uma dádiva. Hoje, com aquele nó na garganta, o ballet se despede do aviões e encerra uma etapa da minha vida que nunca vou esquecer”, declara Camila.

“Nunca imaginei que esse momento chegaria tão rápido. Quero agradecer cada sorriso, conhecimento partilhado e momento dispensado comigo. Desejo que essa banda continue superando barreiras”, desabafa Daiane.

Veja galeria com cada uma das dançarinas da última formação:

Última formação do ballet do Aviões do Forró

Fim de uma era?

Um dos maiores ícones da banda Aviões do Forró, as dançarinas protagonizavam um show à parte nos palcos comandados por Xand e Sol. Famosas nacionalmente, as ‘aviãozeiras’ chegaram até a estampar a capa da revista Playboy, em 2011. O grupo cearense era, até então, um dos poucos que ainda apostava no ballet.

dancarinas-do-avioes-do-forro-78085

As vagas de empregos para dançarinas em grandes bandas de forró estão se fechando. A magia da dança e a beleza do ballet de ontem dá espaço para o hoje de telões de LED e efeitos especiais produzidos por máquinas de última geração.

Nas décadas de 1990 e 2000, um time de dançarinas era praticamente obrigatório para qualquer banda do “novo forró”. Atualmente é um investimento que vem sendo cortado dos grupos forrozeiros. Garota Safada, Desejo de Menina, Magníficos e Cavaleiros do Forró são exemplos clássicos dessa mudança de mercado.